Assine já

Mais de 25 mil pessoas prestigiaram o Carnaval de Salto

A festa mais popular do país voltou. E o retorno foi em grande estilo. Mais de 25 mil pessoas, somadas as quatro noites de Carnaval, segundo a Polícia Militar e a Secretaria de Cultura da Prefeitura, se aglomeraram na nova passarela do samba saltense para conferir de perto o desfile das escolas de samba, as marchinhas carnavalescas dos bloquinhos e, é claro, curtir a folia, fantasiado ou não, como o brasileiro sabe fazer de melhor. E para os mais saudosistas, teve Carnaval no bairro da Barra, tal como era há setenta anos, quando foram criados os tradicionais bonecões. Com chuva ou não, os foliões esbanjaram alegria e samba no pé, mas se você não foi, confira o que aconteceu de mais importante no Carnaval em Salto.

 

AINDA BEM QUE TEM

A Escola de Samba Mocidade Independente levou para a avenida um enredo contando a trajetória da família Dalla Vecchia, desde os ancestrais nos anos 1.500, em Veneza, na Itália, até a chegada deles ao Brasil para trabalhar nas lavouras e a vinda para Salto, culminando com a fundação de uma das maiores lojas do comércio varejista do Brasil. Destaque para Nazareth Silvério, que aos 98 anos, esbanjava disposição.

 

 

HISTÓRIA ATRAVÉS DO SAMBA

A segunda escola que desfilou no Carnaval em Salto foi a Pérola Negra. Com um enredo mostrando a evolução humana, do homem de neandertal até os dias atuais. A proposta levou ao público uma reflexão sobre o quanto a raça humana evoluiu. O abre-alas mostrou os primeiros humanoides curvados; em sequência, a bateria mostrou a evolução até o homem ficar ereto; mas o uso seguido de celulares, tablets e computadores já curvaram o homem novamente. Mais que isso, a raça humana está numa batalha sem fim, tal como seus ancestrais, a diferença é que desta vez, com uma tela à frente.

 

 

BONECÕES DA BARRA

Como não poderia deixar de ser, os tradicionais Bonecões da Barra foram um sucesso no Carnaval saltense. Eles fizeram a abertura da folia na passarela do samba e também retornaram ao bairro onde surgiram e que trazem no nome. Mesmo debaixo de chuva, eles desfilaram e levaram alegria e diversão a quem os acompanhou. O destaque neste ano ficou por conta do bonecão de João da Cruz Leite, o “Caju”. Além dele, outros personagens clássicos, como Chacrinha, Urubatão e Derci Gonçalves marcaram presença.

 

 

PÚBLICO COMPARECEU EM PESO

Se havia dúvida quanto à presença popular no Carnaval em Salto, agora não tem mais. O público lotou a passarela do samba nos quatro dias de evento e nem mesmo a chuva e o tempo um pouco mais frio atrapalharam a diversão dos foliões. Segundo estimativas da Polícia Militar e da Secretaria de Cultura, foram ao todo mais de 25 mil pessoas durante as quatro noites de evento, além de mais de 100 pessoas na organização. Entre as mais de 25 mil pessoas, mais de 2 mil estiveram nas matinês do bairro da Barra nos dois dias do evento.

 

 

DIVERSÃO GARANTIDA

Carnaval é uma festa para todos e os bloquinhos carnavalescos comprovaram isso. Viu-se de tudo na passarela do samba. Crianças, jovens, adultos e idosos; pessoas com algum tipo de deficiência física ou mental; o público LGBTQIA+, que pela primeira vez teve um bloco exclusivo no Carnaval de Salto; e é claro, foliões que não se enquadraram nessas características anteriores com toda a animação. O destaque ficou o bloco do “Zé do Burro”, que também abrilhantou as matinês no bairro da Barra, com muito samba e a história do saudoso Anselmo Duarte, através do filme “Sinhá Moça”, ritmado em forma de marchinha.

 

 

CONCURSO DE FANTASIA

Outra novidade no Carnaval em Salto foi o concurso de fantasias. Dezenas de pessoas desfilaram os mais diversos e curiosos tipos de alegorias. Crianças e adultos abusaram da criatividade e, no final, os melhores foram premiados.

 

 

NAZARÉ SILVÉRIO – 98 ANOS COM MUITA ENERGIA

“Foi maravilhoso (participar do desfile). Agradeço a todos os que me deram forças para chegar até aqui. Parabéns a todos de Salto (pelo evento), uma cidade com muita cultura e um povo que tem muito amor e carinho”

 

 

MARIA SANTOS DE ALMEIDA – ESPOSA DO CAJU

“É uma grande alegria poder estar aqui e ver essa homenagem. Onde ele estiver ele estará sorrindo como sempre fazia. Ele era um homem muito feliz e é isso que levarei dele”

 

 

OSEAS SINGH JR. – SECRETÁRIO DE CULTURA

“Muito feliz por ter realizado com minha equipe um Carnaval, cuja organização foi elogiada por todos. A segurança foi impecável, não houve tumulto e a prevenção funcionou de maneira exemplar. Os foliões aprovaram o local, pois, pela primeira vez na história de Salto, desfilaram num local com cara de passarela”.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste também