Assine já

Número de roubos de carros em Salto mais que dobra

Dados divulgados pela Secretaria da Segurança Pública do Estado de São Paulo, por intermédio da Coordenadoria de Análise e Planejamento, mostram que houve um aumento nos roubos de veículos no ano de 2022, em relação ao ano anterior, em Salto.

A taxa média de roubos de veículos na cidade, em 2022, foi de 44,02 casos a cada 100 mil habitantes. Em termos comparativos, em 2021, essa taxa foi de 20,44 roubos a cada 100 mil habitantes. Ao todo, foram 38 roubos registrados no ano passado, mais do que o dobro do ano anterior, quando foram 17 roubos registrados.

Por outro lado, o número de furtos, quando não há o uso de violência, caiu. A taxa média de furtos a cada 100 mil habitantes foi de 111,80/100 mil para 9,84 furtos por 100 mil habitantes.

A coleta de dados criminais em todo o Estado de São Paulo padroniza e organiza o fluxo de números coletados junto às polícias, a partir do registro de ocorrências criminais. As estatísticas criminais são utilizadas para retratar a situação da segurança pública e permitir o planejamento de ações policiais e de investimentos no setor.

 

Furtos de veículos

Se o número de furtos de veículos caiu, o número de outros tipos de furtos cresceu. O levantamento da Secretaria de Segurança do Estado mostra que foram mais de 700 ocorrências registradas no ano passado, cerca de 20% a mais que no ano anterior, quando houve 587 casos. A taxa média para essa ocorrência é de 582 casos a cada 100 mil habitantes.

Já o número de veículos recuperados após esses casos cresceu consideravelmente. Se em 2021 apenas 1 veículo havia sido recuperado, no ano passado foram 52.

 

Armas de fogo

O número de armas de fogo, apreendidas pela Guarda Civil Municipal, Polícia Militar e outras forças policiais, também cresceu em 2022. Foram 25 armas apreendidas no último ano, sete a mais que no ano anterior. O número de ocorrências envolvendo armas de fogo também teve um aumento considerável. Foram seis registros de ocorrência em 2022 e apenas 1 em 2021.

 

Estupros

A ação policial preventiva e as ações para promover as denúncias, sobretudo na Delegacia da Mulher, parecem estar surtindo efeito, já que houve uma queda no número de estupros registrados na cidade. Em 2021, foram 44 boletins de ocorrências registrados, enquanto em 2022, o número caiu para 24, quase metade. O registro de estupro de vulneráveis também caiu. Se em 2021 foram 31 casos, no ano passado, foram apenas 19.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste também