Assine já

Crachá salva deficiente intelectual de agressão

A identificação em um crachá, que informava que o portador era deficiente mental, acabou salvando um homem de 38 anos de ser agredido, segundo ele mesmo relatou à polícia.

De acordo com o boletim de ocorrência que o homem registrou na Delegacia de Polícia de Salto, na terça-feira (14), ele foi abordado por outro homem que desceu de um carro e o ameaçou.

A abordagem aconteceu pouco depois que o deficiente mental entrou em uma padaria, na região central, para pedir algo para comer e havia sido ajudado por alguns clientes do estabelecimento.

Em um dado momento, segundo ele, um segurança veio em sua direção e o mandou embora do local. Quando ele saiu, foi em direção à rodoviária e foi abordado no posto de gasolina próximo.

Ele disse que o homem que o ameaçou desceu do carro e o puxou pelo braço dizendo que o local em que estava anteriormente “era área de polícia” e que, se voltasse a entrar no local, iria incriminá-lo.

De acordo com o relato no boletim de ocorrência, esse homem disse que iria colocar um kit de maconha na mochila do deficiente, se ele voltasse a aparecer na padaria, a fim de incriminá-lo.

O deficiente disse que a agressão só não aconteceu porque o homem viu sua identificação de deficiente mental. Logo depois, o agressor deixou o local sem dizer mais nada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste também