Assine já

Semana Cultural Ettore Liberalesso começa com debate sobre o jornalismo

Nesta quarta-feira (29), terá início a 6ª edição da Semana Cultural Ettore Liberalesso, que neste ano irá discutir o jornalismo no interior e os obstáculos à produção literária. “Queremos dar visibilidade para o lado jornalístico do Ettore e o que tem impactado a nossa produção como escritores hoje”, destaca a presidente da Academia Saltense de Letras (ASLe), promotora do evento, Anita Liberalesso Néri, que também é filha do homenageado.

Serão quatro dias com palestras e debates, além de uma missa em homenagem ao patrono do evento e um dos fundados da Academia Saltense de Letras, e também uma homenagem a todos os acadêmicos falecidos desde a fundação, em 2008.

A abertura será com uma mesa redonda que irá debater os desafios contemporâneos da imprensa no interior. O debate será mediado pela jornalista Mirna Bicalho e terá participação de Rose Ferrari, integrante da ASLe e editora-chefe do jornal Mais Expressão, de Indaiatuba; Eloy de Oliveira, também membro da ASLe e editor responsável do Jornal PRIMEIRAFEIRA; além de Rodrigo Augusto Tomba e Henrique da Silva Pereira, professores do Ceunsp.

Já na quinta (30), o palestrante convidado será o professor doutor e desembargador do Tribunal de Justiça de São Paulo, Alfredo Attié, que irá falar sobre a liberdade de expressão do escritor e o direito. Na sexta-feira (31), uma missa irá homenagear Ettore e os acadêmicos falecidos.
No sábado (1º), o evento será encerrado com o “Café com Palavras”, que discutirá o que é possível dizer sobre alguém em uma biografia e nas autobiografias, com participação do professor doutor Fabiano Ormaneze, doutor em linguística pela Universidade Estadual de Campinas.

 

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

 

Dia 29, às 19h30
Local: Ceunsp
Mesa Redonda – Os desafios contemporâneos da imprensa no interior
Mediador – Mirna Bicalho (jornalista convidada)
Participantes – Rose Ferrari e Eloy de Oliveira (ASLe) e Rodrigo Augusto Tomba e Henrique da Silva Pereira (Ceunsp)

 

Dia 30, às 19h30
Local: Ceunsp
Palestra – A liberdade de expressão do escritor e o Direito
Convidado – Prof. Dr. Alfredo Attié
Desembargador do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJSP), graduado em Direito e em História na Universidade de São Paulo; Mestre em Direito e Doutor em Filosofia pela mesma instituição. O magistrado é autor das obras “A Reconstrução do Direito” e “Montesquieu”. Presidente da Academia Paulista de Direito, onde coordena a “Polifonia: Revista Internacional da Academia Paulista de Direito”.

 

Dia 31, às 7h
Local: Igreja Matriz de Nossa Senhora do Monte Serrat
Missa em homenagem ao primeiro presidente e um dos fundadores da Academia Saltense de Letras, Ettore Liberalesso, e aos acadêmicos falecidos.

 

Dia 1º, às 9h
Local: Biblioteca Municipal
Café com palavras – Sujeito de palavra: entre a verdade e a ficção do ser
O que é possível dizer sobre alguém em uma (auto)biografia? O que o sujeito consegue dizer de si a outro, seja o leitor, o biógrafo ou ao ser que se expressa e se constitui nas palavras colocadas em papel? Verdade e ficção se cruzam em escritas, em expectativas e em sentidos. Neste encontro, serão tratadas questões como essas. O que se mostra e o que se oculta na verdade de uma narrativa?

Convidado – Prof. Dr. Fabiano Ormaneze

Doutor em Linguística, pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), com tese sobre o discurso biográfico sobre políticos brasileiros. Mestre em Divulgação Científica e Cultural pelo Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo, da mesma universidade, com dissertação sobre o discurso biográfico sobre cientistas. Especialista em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literári. Graduado em Comunicação Social – Jornalismo pela PUC-Campinas.

 

Escritores saltenses têm obras expostas em biblioteca de Jumirim

 

Os escritores saltenses Anna Osta e Rafael Barbi, ambos da Academia Saltense de Letras, estão com livros que produziram expostos na sede da nova biblioteca “Culturando Flamboyant das Artes”, inaugurada no sábado (18), na cidade de Jumirim (SP).

O projeto foi realizado com o apoio do ProAC (Programa de Ação Cultural do Estado de São Paulo) e desenvolvido pela Associação Culturando, instituição sem fins lucrativos que objetiva promover o desenvolvimento da cultura da cidade de Jumirim e região.

A biblioteca conta com obras de 350 autores de diversas regiões do Estado de São Paulo. Anna Osta levou para lá os seus livros “Peninha”, “Crescer na Terra do Nunca” e “Betsy” e Rafael Barbi o livro “Festejos, Liberdade e Fé”.

Além deles, quem visitar a biblioteca encontrará obras de ilustres escritores nascidos no interior, como Ignácio de Loyola Brandão (de Araraquara), Walcyr Carrasco (de Bernardino de Campos), João Anzanello Carrascoza (de Cravinhos), Cornélio Pires (de Tietê) e Monteiro Lobato (de Taubaté), além de títulos de uma nova safra de autores interioranos que se inscreveram a partir do chamado realizado pelo Culturando e tiveram suas obras selecionadas segundo os critérios do projeto.

A biblioteca é a primeira do Estado de São Paulo com acervo formado exclusivamente por autores nascidos em cidades do interior. Instalada em um prédio cercado pela natureza, o espaço também será destinado a eventos, encontros culturais e ações de incentivo à leitura, com grande parte das atividades podendo ocorrer ao ar livre, em frente à biblioteca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste também