Assine já

Salto é a quinta cidade da região de Sorocaba com mais “gatos” de energia

A cidade de Salto é a quinta com mais registros de “gatos” na energia elétrica em toda a Região Metropolitana de Sorocaba, que possui 27 municípios. A informação é da Companhia Piratininga de Força e Luz (CFPL), concessionária responsável pelo fornecimento de energia para as regiões de Sorocaba, Jundiaí, Indaiatuba e Santos.

Levantamento da empresa aponta que foram feitas 604 ligações clandestinas na cidade ao longo de todo o ano de 2022. A campeã nesse tipo de crime é Sorocaba, com 3.556 casos. Depois dela, os primeiros colocados vêm distantes: Votorantim com 733, Itu com 713 e Iperó com 695 ocorrências no mesmo período.

A concessionária informou que identifica as irregularidades por inspeções nos locais e pela checagem na rede. Não foi divulgado o nome de nenhum dos infratores flagrados, mas “gato” de energia é crime previsto no Código Penal brasileiro. Se condenado, o infrator pode pegar até oito anos de prisão e tem de ressarcir o prejuízo.

Sempre que constatada a fraude, a CPFL preenche um Termo de Ocorrência de Inspeção, calcula a quantidade de energia que deixou de passar pelo medidor e estabelece o valor a ser ressarcido. Em seguida, encaminha o caso para a polícia para a responsabilização criminal. O infrator tem de regularizar para religar a instalação.

A companhia de energia elétrica informou que combate os “gatos” não só com a identificação, cobrança dos prejuízos e encaminhamento para a punição criminal. A empresa faz investimentos em novas tecnologias para minimizar o impacto da prática do furto de energia nas contas finais dos consumidores.

A razão para isto é que parte da energia furtada é reconhecida pela Agência Nacional de Energia Elétrica no cálculo da tarifa, ou seja, o custo da energia passa a ficar mais caro para todos os demais clientes, com fornecimento e conta regulares, que acabam pagando parte do valor que deixou de ser pago pelos fraudadores.

Para instalações residenciais, uma das ações é a instalação de caixas blindadas. Já para clientes industriais e comerciais, são utilizados conjuntos de medição. Em 2022, nas regiões de Sorocaba e Jundiaí, 200 grandes clientes foram blindados com conjuntos de medição, de maneira preventiva ou por motivo de fraude de energia.

Esses equipamentos realizam a blindagem dos medidores e permitem o acesso apenas aos técnicos da companhia. Além disso, o consumo é acompanhado em tempo real e a leitura e faturamento são realizados à distância. Assim, a empresa evita a reincidência da irregularidade e diminui o número de inspeções necessárias.

Em outro pilar, a CPFL investe em inteligência artificial (IA) e sistemas integrados que tornam as inspeções de campo ainda mais assertivas. A IA consegue identificar, por exemplo, se um cliente teve uma queda brusca no consumo de energia, além de outras informações que podem indicar uma fraude na ligação. Assim, o sistema lista endereços para os quais o alerta de fraude já está ligado.

Além dos investimentos em processos tecnológicos mais modernos, a CPFL também trabalha em conjunto com os órgãos públicos e as autoridades policiais para coibir a prática de fraudes e furtos e realizar operações especiais nessa área.

 

Fraudes impõem riscos de curto e de incêndio

 

A CPFL alerta que os “gatos” em geral são feitos sem padrão de segurança da rede elétrica, com fios, relógios e disjuntores adulterados e sem a certificação do Inmetro, o que coloca em risco o morador e a residência. O risco de oscilações no fornecimento de energia, curto-circuito e incêndio é constante nesses casos, porque as ligações irregulares podem causar sobrecarga na rede elétrica.

Clientes podem contribuir com denúncias de irregularidades. As denúncias podem ser realizadas pelo aplicativo “CPFL Energia”, pelo site www.cpfl.com.br/fraude ou pelo e-mail denunciafraude@cpfl.com.br. Elas são anônimas e ajudam a companhia a identificar locais que estejam praticando fraudes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste também