Assine já

Projeto da Toyota reduz 17,5 ton de resíduos e gera renda para mulheres em Indaiatuba

Graças ao projeto “ReTornar”, a Fundação Toyota do Brasil reutilizou, desde 2011, 17,5 toneladas de resíduos automotivos. Os resíduos reaproveitados são doados para instituições de costureiras de Indaiatuba e de Sorocaba e assim a entidade evita o descarte no meio ambiente.

Dentre os objetos estão: tecidos automotivos, uniformes, airbags e cintos de segurança, entre outros. O intuito do projeto é dar vida ao que seria descartado e movimentar a economia, sem degradar a qualidade e composição desses materiais. Em Indaiatuba o projeto colabora com a Cooperativa Uni Arte Costura e em Sorocaba com a Associação Social Comunidade de Amor.

Além dos resíduos reutilizados, desde a criação do projeto foram mais de 105 mil brindes produzidos e 1.500 pessoas beneficiadas.

A Toyota faz a doação dos resíduos, enquanto a Fundação Toyota do Brasil investe na qualificação do trabalho das costureiras e compra os produtos produzidos, beneficiando cerca de 50 mulheres atualmente. Todo ano cerca de 70 profissionais são formadas pelo ‘ReTornar’.

A responsável pelo projeto ‘ReTornar’ e coordenadora de Governança Corporativa, Projetos e Parcerias Institucionais da Fundação Toyota do Brasil, Luciana Kamimura, destaca a importância da iniciativa. “Acredito que sempre é possível encontrarmos caminhos sustentáveis para melhorar não só o meio ambiente no qual estamos inseridos, mas também contribuir para uma melhoria efetiva na nossa comunidade”, disse ela.

Para a coordenadora, o projeto vai além. “Tenho muito orgulho de coordenar o projeto ReTornar, que transforma e desenvolve o empreendedorismo feminino. Como mulher, entendo que a nossa força vai muito além e que temos o poder de mudar o mundo, se assim quisermos e isso pode começar através de iniciativas como essa e gradativamente irmos escalando o seu alcance e resultados”, finalizou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste também