Assine já

O sinal de fumaça

Olá pessoal! Tudo bem com vocês?
Para quem acompanha toda semana no Jornal PRIMEIRAFEIRA a minha coluna “Nem Zé Froid Explica,” já deve ter percebido que eu sempre começo o texto com um assunto sério, depois, à medida que a leitura avança, eu parto para o lado do humor sempre, até porque a minha coluna é para o pessoal se descontrair, rir um pouco, porque o nosso Brasil está tenso.
Está tão tenso que o texto de hoje começa sério e termina sério para que os leitores, que, de alguma forma perderam a fé e a esperança de um Brasil melhor, continuem acreditando no nosso país.
Um cidadão sobreviveu a um naufrágio e foi o único sobrevivente. Ele agradeceu a Deus por aquilo.
Conseguiu se segurar nos destroços do navio, foi levado até uma ilha deserta e novamente ele agradeceu a Deus.
Com muita dificuldade, ele conseguiu construir um abrigo com os destroços para poder se esconder do sol, dos bichos. Ele agradeceu a Deus.
Todos os dias ele se levantava cedo e ia caçar e a cada alimento, cada fruta que conseguia, agradecia a Deus.
Um certo dia, ele foi caçar e, na volta para o seu abrigo, encontrou-o em chamas. Aí ele não aguentou:

Meu Deus, o pior aconteceu!
Ele começou a chorar, chorar e chorar. Ele se revoltou e chorava tanto que acabou dormindo.
Na manhã seguinte, ele foi acordado com o barulho de um navio, e as pessoas diziam:

Vamos resgatá-lo, vamos resgatá-lo.
Ele ficou surpreso com aquela situação e perguntou para as pessoas daquele navio como o descobriram ali?

Porque nós vimos o seu sinal de fumaça.
Deus está no comando de tudo irmão! Até aquilo que a gente acha que está errado, é Deus agindo na nossa vida.
Quando o seu único abrigo estiver em chamas, esse pode ser o sinal de fumaça que vai trazer a graça e o socorro de Deus para a sua vida. Então confie em Deus e agradeça sempre!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste também