Assine já

Podemos pede cassação de vereador acusado de importunação sexual na Câmara

A presidente do Podemos de Salto, Mércia Falcini, protocolou representação junto à Câmara de Vereadores da cidade, na tarde desta segunda-feira (1º), solicitando a cassação do vice-presidente da Casa, Daniel Bertani (ex-Podemos e agora no Novo), por falta de decoro parlamentar no caso de importunação de uma funcionária.
A vítima é uma assessora do presidente da Câmara, Edival Pereira Rosa (União Brasil), o Preto. Ela denunciou o vereador na semana passada e apresentou um vídeo para comprovar a queixa. No vídeo, Daniel aparece esfregando as nádegas nas partes íntimas dela ao passar pelo corredor que dá acesso ao plenário.
O parlamentar afirmou em nota que o corredor é tão estreito que não permite a passagem de duas pessoas ao mesmo tempo e que por isso pedia desculpas à funcionária. Disse também que suspeita de uma articulação do presidente da Casa usando a sua assessora para atacá-lo, já que ele, Daniel, vem se desentendendo com Preto.
O presidente da Câmara disse também por nota que não se pronunciaria na semana passada por não ter tomado conhecimento dos fatos até então. Ele não se manifestou nesta segunda diante da representação do Podemos e informou que o assunto deverá ser tratado na sessão desta terça-feira (2) no plenário.
A assessora do presidente registrou boletim de ocorrência denunciando o vereador e pediu medida protetiva contra ele. Se a medida for acatada, Daniel Bertani, não poderá frequentar as sessões. Ela disse nas declarações à polícia que o vereador vem importunando-a há pelo menos um ano e meio já.
Além da representação do Podemos e do boletim de ocorrência da funcionária, a ONU Mulheres Brasil divulgou nota de repúdio contra o vereador dizendo que é inaceitável que mulheres sejam vítimas de violência e assédio em ambientes de trabalho, especialmente quando perpetradas por figuras públicas que deveriam defendê-las.
A primeira-dama da OAB Salto, Sheila Hyppolito, também reprovou a atitude e afirmou que iria pedir providências contra o parlamentar no âmbito da entidade. Também circula na internet um abaixo-assinado pelo site Ferendum.com, que pede a cassação política de Daniel Bertani: o texto já tem 36 assinaturas.
A presidente do Clube do Livro de Salto, Mary Ellen Almeida, cobrou a manifestação de todas as mulheres contra a atitude do vereador. “Quando precisamos que todas se manifestem, elas se calam”, disse. Nas redes sociais, houve cobrança de lideranças femininas de uma posição da primeira-dama Karina Sonsin.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Talvez você goste também